Edição Atual

v. 3 n. 2 (2020): Edição Regular

Editorial

A transformação digital não é sobre tecnologia, e sim pessoas.

A transformação digital não é um simples processo de agregar novas tecnologias, e sim algo muito mais complexo, uma mudança no jeito de ser, no jeito de fazer acontecer, ou seja, uma mudança organizacional baseada na cultura digital.

E com base neste contexto, não estamos falando de tecnologias radicais, mas sim sobre a experiência que essas tecnologias podem proporcionar ao ser humano.

Com foco em excelência operacional, inovação em processos e produtos e o relacionamento com o mercado, a tecnologia deixou de ser um diferencial, e sim a conexão dela com as pessoas, o que de fato resulta em geração de valor a partir de uma estratégia de negócio.

E existe um caminho a ser seguido, uma receita para o sucesso na jornada da digitalização em uma organização?

Existem estratégias e ações fundamentais para buscar melhores resultados globais, como um planejamento estratégico baseado em pessoas e que tenha como premissas, o pensamento digital e agilidade para inovar. É preciso que a organização tenha ferramentas e métricas que encorajem as pessoas a exercitarem a antecipação do futuro, irem além do óbvio.

Apresento, por fim, parte do relatório do estado da transformação digital da consultoria Norte Americana Altimeter (2016):

“A Transformação Digital é tanto uma história de tecnologia quanto uma história sobre como pessoas guiam as mudanças dentro e fora das companhias. O fator humano é realmente a força catalisadora por trás da evolução e revolução dos negócios.”

The 2016 State of Digital Transformation Report, Altimeter.

Bruno Sousa

Agente de Inovação – SENAI-SP

Publicado: 2021-02-26
Ver Todas as Edições